Entrevista com Elisa Ladeira

“Para escrever bem, é necessário rever o texto quantas vezes for preciso, para que esteja bom; mas, o segredo, é ler bastante.”

Construtores do Saber: Elisa já se mostrara uma boa escritora, quando escolhi a sua versão do Patinho Feio como texto para o primeiro teste de Interpretação do ano. Por isso, não me surpreendi ao vê-la na televisão dando uma entrevista para o telejornal local. Nesta entrevista, vamos conhecê-la melhor e saber mais sobre a bonita opção pela escrita e pela leitura:

CS: É a primeira vez que participa de um concurso de redação?
Elisa - Sim, é a primeira vez que participo de um concurso de redação; mas houve uma ocasião em que eu e meu pai escrevemos um slogan para uma campanha de um supermercado da cidade; ganhamos um MP3, hoje, já bem ultrapassado. Recentemente, participei de um concurso de trovas em homenagem ao dia do Professor, motivada pela escola, e fiquei surpresa pela minha ter sido uma das escolhidas.

CS: Como foi o processo de preparação para a escrita da redação?
Elisa - Eu, e minha mãe procuramos assuntos que tratassem sobre o tema da redação na internet, livros didáticos de anos anteriores, e é claro fiz o texto várias vezes para que não houvesse erros e fiz a redação em um lugar tranquilo, em que eu não pudesse me distrair com qualquer coisa.

 

CS: Como é a sua relação com a leitura? Você lê muito?
Elisa - Sim, leio muito. A leitura para quem gosta de escrever é muito importante, pois quanto mais se lê os mais variados tipos de textos, aprende-se cada vez mais; os livros dão geralmente uma ideia sobre a nova produção textual.

CS: Já pensou em se tornar uma escritora?
Elisa - Não, nunca pensei em me tornar uma escritora, mas já pensei em escrever alguns livros infantis, mas sem que sejam publicados; o que não impede que ao longo do tempo, possa pensar em publicá-los. Ainda tenho a ideia de criar um blog com todas as minhas produções de texto, dando vida às heroínas da água.

CS: Qual o papel das aulas de literatura? Elas têm ajudado na sua formação como leitora e escritora?
Elisa - Com certeza; as aulas de literatura me dão cada vez mais ideias sobre textos que eu possa fazer em casa e me orientam sempre como fazer uma boa redação.

CS: Qual é a dica para uma boa escrita?
Elisa - Para escrever bem, é necessário rever o texto quantas vezes for preciso, para torná-lo bom; mas, o segredo, é ler bastante.

CS: Gostaria de participar de outros concursos de redação?
Elisa - Pretendo sim participar de outros concursos, mas depende do tema que for a redação.

CS: Na sua entrevista você passou muita tranquilidade e segurança. Como foi falar diante das câmeras?
Elisa - Eu nunca apareci em canais de TV antes, muito menos dei uma entrevista, mas assim que os repórteres chegaram à minha em casa, eles me encorajaram, e depois eu me senti tranquila, como se eu estivesse falando com a minha família. Aconteceu comigo na realidade o que as personagens Aguagirls, da minha redação, viveram: fomos todas para a mídia. A pior parte foi na hora de me ver na televisão; eu fiquei morrendo de vergonha, mas enfim né, fazer o quê? ! Incrível também foi o alcance da matéria: até hoje tem gente com quem eu encontro que faz questão de falar que me viu; na época, nem se fala, o telefone não parava de tocar e o email e facebook da minha mãe "bombaram".

CS: Sua família incentiva você a escrever?
Elisa - Minha mãe é a que mais me incentiva; ela sempre fala para eu escrever textos, meus familiares e amigos falam sempre para eu continuar escrevendo, pois eles acham que eu tenho talento para isso, mas ainda não tenho certeza se é talento ou sorte.

CS: Quais são os seus escritores favoritos? E os livros? De quais você mais gosta?
Elisa - Os escritores que mais me chamam atenção são: Annie Bryant (GAROTAS DA RUA BEACON) ; Antoine de Saint-Exupéry (O PEQUENO PRÍNCIPE) ; Carol Lawrence (OS TRÊS AMIGOS) ; Thomas Brezina (OS MEUS MONSTROS) ; Joanne Kathleen Rowling (HARRY POTTER), todos esses porque as histórias que eles fazem me prendem a atenção e eu não quero mais parar de ler; a cada página vem uma nova emoção. Para mim um livro bom, é um livro com essas características.

Você não tem permissão para enviar comentários

Você está aqui: Home Alunos Talentos Entrevista com Elisa Ladeira